Seis anos atrás, um estudo surpreendente do Laboratório de Psicologia Experimental da Universidade de Leuven, na Bélgica, sugeriu que os cérebros de artistas e não artistas poderiam ser fundamentalmente diferentes. Ao comparar as análises do cérebro de 44 participantes artísticos e não artísticos, os pesquisadores descobriram que os artistas tinham mais massa cinzenta em certas partes de seus cérebros, mas não conseguiram concluir se essas diferenças eram inatas ou aprendidas ao longo do tempo. 

Apesar de ser estudado por séculos, muito do que define um artista verdadeiro permanece um mistério. Conforme os pesquisadores continuam a lidar com a ciência da criatividade, talvez possamos encontrar algumas das respostas que procuramos perguntando diretamente aos artistas. Entrevistamos nove pintores, fotógrafos, escultores, artistas de papel e muito mais para descobrir o que eles acreditam ser características compartilhadas de um artista. 

1. Eles são teimosos

“Se eu tivesse de reduzi-lo a uma coisa,” diz o pintor Nick Runge quando perguntado sobre as características de um artista, “penso que seria a capacidade de ‘tentar outra vez’ que grandes artistas compartilham — ser teimoso. O trabalho duro e a dedicação são importantes, é claro, mas é difícil se dedicar depois de um certo ponto, e nada bate mais forte do que uma tarefa que começa a parecer impossível. A dúvida se instala.”

“Seja uma certa sensação desejada que não está surgindo ou um problema técnico com a imagem, uma tarefa que parece clara o suficiente no início pode rapidamente se tornar um pesadelo, e a capacidade de continuar ‘voltando’ é monumental,” acrescenta. 

Runge observa que “Dói muito no começo quando a pintura não flui.” Mas, ele diz: “Isso melhora e, eventualmente, as pequenas falhas não doem tanto. Essa capacidade de tentar novamente se torna mais forte. Clichê ou não, levante-se e tente de novo, e de novo.”

'luz do dia' por Nick Runge
‘luz do dia’ por Nick Runge

2. Eles têm paixão

“Pessoalmente, sinto que pintar é tão necessário quanto comer e respirar”, diz a pintora Lola Gil. “Isso me mantém calma e me dá um propósito. Sinto que há muito o que explorar. Há muito pouco tempo e tanto para compartilhar.”

“A maioria dos artistas que conheço nem pensa nas horas dedicadas ao trabalho. Eles compartilham essa necessidade de tirar a criatividade de suas mentes e colocá-la no mundo físico”, aconselha Gil ao considerar as qualidades de um artista. “Ter esse desejo profundo é uma dádiva, e isso vai impedir que você se acomode até que esteja feliz com o que criou.”

Aventure-se na pintura acrílica

Pintura acrílica: noções básicas

3. Eles têm o desejo de crescer

“Acho que todos os grandes artistas têm um desejo profundo de crescer e uma compreensão de que não existe uma ‘linha de chegada’ quando se trata de arte”, diz o fotógrafo Sean Mundy, ao avaliar o significado artístico. “É improvável que você se sinta tão realizado a ponto de não sentir o desejo de se superar. Grandes artistas trabalham para se superar; eles são orientados a processos e não a metas. Tornar-se melhor no seu processo levará à conclusão de metas, então se concentrar nos meios para chegar aonde você quer é sempre a melhor escolha.”

‘Barreiras VI, 2019’ © Sean Mundy
‘Barreiras VI, 2019’ © Sean Mundy

4. Eles são flexíveis

“Acho que uma qualidade que os grandes artistas compartilham é a flexibilidade. É a capacidade de improvisar e explorar ideias, a capacidade de fazer trabalhos novos e interessantes e a capacidade de viver um estilo de vida não convencional”, diz o escultor Michael Alm sobre qualidades artísticas. “Todas essas habilidades se resumem à flexibilidade. Você tem que estar sempre desenvolvendo sua voz e seu estilo, caso contrário, você fica estagnado. A adaptação é fundamental.”

5. Eles experimentam novas coisas

“Uma das características mais importantes para um artista é uma vontade, mas também uma necessidade de experimentar coisas novas. É a capacidade de sentir novas sensações e emoções, de se jogar em coisas novas e tentar fazer coisas familiares de maneiras diferentes. É assim que desenvolvemos novas ideias e aprofundamos nossos pontos de vista”, explica a escultora têxtil Vanessa Barragão

“Experimentar coisas novas é como aprendemos o que realmente queremos. É como nos encontramos. Desenvolvi minha missão como artista usando resíduos fabricados pelo homem como material para criar trabalhos. Ao tentar algo novo, percebi que o objetivo era aumentar a conscientização sobre a poluição e a condição de nossos recifes de coral.”

Jardim de corais (detalhe da instalação) por Vanessa Barragão
Jardim de corais (detalhe da instalação) por Vanessa Barragão

“Um desejo de inovação em seu meio é uma obrigação”, afirma o escultor de papel Joey Bates. “Penso que os maiores criadores estão dispostos a cair de cara, por assim dizer, de vez em quando. A vontade de superar limites depois de aprender as regras, ou mesmo de fazer as suas próprias, é uma obrigação. Os maiores nomes da arte são aqueles que abriram novos caminhos para o seu tempo.”

Sangria em turquesa cobalto (papel recortado, cola e tinta acrílica) de Joey Bates. Foto: Jean-baptiste Beranger
Sangria em turquesa cobalto (papel recortado, cola e tinta acrílica) de Joey Bates. Foto: Jean-baptiste Beranger

6. Eles são dedicados

“A criatividade é um bálsamo para a mente e o espírito, mas responder a esse chamado para criar exige dedicação e coragem”, diz a pintora Alexandra Dillon, quando perguntada sobre as qualidades de um artista. “Artistas de verdade são aqueles que aparecem e fazem o trabalho, mesmo quando é difícil encontrar a fluidez. Ser um verdadeiro artista é um trabalho em tempo integral, não um passatempo. Muitas vezes leva muitos anos para encontrar sua voz interior e adquirir as habilidades para torná-la real.”

7. Eles são autocríticos

“Acho que a característica mais importante que reconheci entre os artistas que admiro é uma inquietação perpétua e um hábito de autocrítica. Sou quase patologicamente incapaz de olhar para algo que fiz mais de seis meses atrás sem me fixar em todas as maneiras que poderia ser melhor”, explica o escultor de corte a laser Gabriel Schama

“Mesmo que eu me permita pensar que alguma ideia ou parte de um projeto deu certo, sou profundamente avesso a copiar os sucessos passados, até porque parece chato fazer a mesma coisa repetidamente. Especialmente hoje, com a mídia social incentivando novos artistas a encontrar um nicho que funcione e continue produzindo conteúdo semelhante (se não idêntico) para gerar ‘engajamento’, pode ser difícil ver como é valioso continuar experimentando e evoluindo.”

© Gabriel Schama
© Gabriel Schama

8. Eles são vulneráveis

“A característica que todos os grandes artistas compartilham é a vulnerabilidade”, explica a artista de jóias e vidreira Megan Stelljes. “Isso pode se mostrar de várias maneiras, seja por ser fiel ao que você é apaixonado ou se expondo para fazer um trabalho que permita que as pessoas se relacionem com um tema ou objeto específico. Acredito que essa vulnerabilidade e honestidade é o que cria a “voz” de um artista e permite que seu trabalho se destaque.”

9. Eles perseveram

“Quando penso nos artistas que mais admiro, uma das coisas que percebo é que todos eles continuam em atividade. Ao longo de tudo isso, o trabalho diário, busca por trabalho extra e os dramas da vida, eles mantiveram sua prática viva”, diz a artista de mídia mista Debra Broz

“Acho que às vezes é mais fácil desistir do que continuar, principalmente quando você não sabe se vai ganhar dinheiro em um projeto (ou empatar), ou se alguém vai querer mostrar o trabalho que você faz,” explica Broz. “Esse tipo de perseverança é realmente valioso porque mantém você avançando mesmo com rejeição, incógnitas e todas as outras coisas complicadas que acontecem quando você está tentando produzir um trabalho e mostrá-lo.”

 Ao considerar a arte, é tão importante pensar nas qualidades de um artista quanto nas qualidades da própria arte! E, como você deve ter notado, é difícil definir um artista. Ao observar as características comuns, no entanto, você pode adotar sua própria definição e, assim, sua própria direção para a arte.  

Quer ser artista profissional?

Arte boa requer grandes riscos – trilhando o caminho da verdadeira arte na indústria criativa

Written By

Feature Shoot

  • Click here to share on Twitter
  • Click here to share on Facebook
  • Click here to share on LinkedIn
  • Click here to share on Pinterest