Agora é a hora perfeita para começar uma carreira com ilustração. Os dias em que a mídia impressa era a única mídia já passaram, bem, faz muito tempo. Atualmente, outras mídias, como eBooks, são responsáveis por mais de 17% da receita total de uma editora. Isso não só indica uma demanda crescente por livros, como também mostra que, no fim das contas, escritores e editoras precisam de ilustradores talentosos para dar vida às suas histórias. 

A maioria das pessoas que pesquisa como trabalhar com ilustração geralmente aprende duas coisas. Primeiro, como Katie Lyons nos contou, algumas delas fazem o trabalho como um projeto de paixão por anos até isso se tornar uma carreira. E, além disso, muitos profissionais vão dizer a você que não precisa de um diploma de faculdade para trabalhar com ilustração. 

Não vamos mentir — existe um caminho longo pela frente ao começar uma carreira de ilustração. Mas para começar, responderemos a alguns dos seus grandes questionamentos e ajudaremos você a dar os primeiros passos para tornar seu sonho uma realidade. 

O que é um ilustrador?

A internet mudou a forma como a maioria das pessoas pensa no termo “ilustrador”. Muitas empresas contratam ilustradores para trabalhar em logotipos, materiais de marketing e anúncios de redes sociais. E existem dezenas de maneiras menos tradicionais de usar suas habilidades de ilustração: em arte forense, ilustração de moda, design de artigos de papelaria ou tatuagens, entre diversas outras!

Mas vamos voltar ao assunto deste artigo. Aqui, nosso foco é ajudar você a descobrir como começar a trabalhar com ilustração para livros. 

Ilustração de um livro infantil “Round the Hearth [and other verses]”
Ilustração de um livro infantil “Round the Hearth [and other verses]”

Quando a maioria das pessoas pensa em como trabalhar com ilustração para livros, geralmente lembra de livros infantis. E isso não é nada surpreendente. De acordo com a Amelia Book Company, as ilustrações em livros infantis têm como objetivo contar uma história que palavras não conseguem expressar. As crianças também ficam entediadas muito rápido, por isso, livros ilustrados tornam a leitura mais divertida. 

Mas existe também um mercado para ilustração de livros adultos. Você verá ilustrações em tudo, desde um romance longo de ficção até um livro didático de medicina. Elas são cruciais para esses livros, assim como são para livros infantis — mesmo os adultos não conseguem olhar para grandes blocos de texto sem perder o interesse depois de um tempo. 

Um dia na vida de Raissa Figueroa, uma ilustradora

À medida que você pesquisa como começar a trabalhar com ilustração, é importante ter uma ideia clara de como poderá ser sua rotina de trabalho.

Decidimos perguntar isso a Raissa Figueroa, uma ilustradora de livros infantis, que mora em San Diego. Alerta de spoiler: esse não é um trabalho típico de horário comercial. Mas o horário de Figueroa é suficientemente flexível para que ela possa trabalhar em coisas que a inspiram, ao mesmo tempo em que deixa espaço para ela poder parar o que está fazendo para cumprir um prazo importante. 

Exemplo de uma ilustração para livros infantis de Figueroa.
Exemplo de uma ilustração para livros infantis de Figueroa.

Se você está aqui é porque quer aprender como começar a trabalhar com ilustração para livros infantis, e aqui está um resumo de um dia típico para Figueroa. Cada um destes itens ocupa um bloco de 50 minutos:

  • Figueroa acorda e começa seu dia com um exercício. Na maioria das manhãs, isso inclui passear com seu cachorro.
  • Antes de começar a desenhar, ela responde a qualquer e-mail que exija atenção. Tirar os e-mails do caminho a deixa livre para se concentrar em ilustrar pelo resto do dia. 
  • Em seguida, Figueroa começa com um aquecimento rápido de desenho no site Quickposes, que é uma biblioteca cheia de exercícios rápidos de ilustração que melhoram sua capacidade de desenhar poses e gestos. 
  • Durante o dia, ela deixa um filme de animação rodando e pausa ele quando se sente inspirada por uma cena. Então, ela desenha a cena à mão para melhorar sua técnica (isso é especialmente importante para quem está começando no mundo da ilustração para livros infantis). 

Figueroa nos conta que ela geralmente faz uma pausa para almoçar ao meio-dia antes de voltar para seus blocos de trabalho de 50 minutos mostrados acima. Mas esse horário tem uma ressalva: se ela tiver um compromisso de prazo para um projeto de livro, ela abandona tudo para priorizá-lo. 

Quatro passos para se tornar um ilustrador

Antes de decidir se inscrever em uma escola de arte, não se esqueça: existem diversas respostas realistas para quem procura dicas para começar a trabalhar com ilustração sem um diploma.

Embora um diploma não seja um pré-requisito para uma carreira em ilustração, também não existe um caminho simples para atingir esse objetivo. E apesar de grande parte dos conselhos que estão na internet pareçam intimidantes, há algumas etapas simples que você pode seguir para definir seu objetivo para trabalhar com ilustração. 

Passo 1: aprenda o básico

Se você está procurando conselhos para começar no mundo da ilustração sem um diploma, vamos presumir que está começando bem do início. O primeiro passo (e provavelmente óbvio) é aprender o básico — e, no contexto atual, isso significa aprimorar suas habilidades de ilustração digital.

Aqui estão alguns ótimos cursos para considerar:

Passo 2: desenhe o que quiser

Agora que você recebeu dicas práticas de ilustração, o que vem a seguir? De acordo com Kathryn Moy, uma ilustradora que mora na Holanda, a chave para começar é desenhar o que você quer. 

Uma amostra do trabalho de Moy, exibida em seu perfil do Instagram.
Uma amostra do trabalho de Moy, exibida em seu perfil do Instagram.

Digamos que você está procurando conselhos para começar a trabalhar com ilustração para uma editora. Embora possa demorar alguns anos até conseguir um trabalho desses, não é difícil encontrar bicos com uma remuneração menor que não exijam um monte de experiência. O problema em fazer isso é que é muito fácil se afogar nesse tipo de trabalho. E, antes que perceba, você terá um portfólio cheio de ilustrações que são boas, mas não exatamente o que quer fazer no longo prazo.

É claro, não é ruim pegar alguns trabalhos com remuneração menor enquanto está começando. Mas, nesse estágio, é igualmente importante reservar um tempo para desenhar coisas que ajudarão você a construir seu portfólio, para que quando aqueles clientes ideais chegarem, você esteja pronto para impressioná-los.

Passo 3: não se compare, mas faça networking com outros ilustradores

Quer ver alguns ótimos exemplos de ilustrações de livros? Vá até uma livraria e lá você encontrará milhares de obras de arte incríveis em uma variedade de livros diferentes. E, enquanto está começando, poderá encontrar muita inspiração nesses trabalhos.

No entanto, é muito fácil começar a comparar seu trabalho com o de outros ilustradores de forma negativa. Em vez de cair nessa armadilha, mude seu foco para encontrar maneiras de se conectar com esses colegas.

Como a ilustradora Núria Boj nos disse recentemente: “a ilustração é um negócio e você deve promover seus serviços às outras pessoas”. Existem diversas maneiras simples para começar o seu networking, inclusive aproveitando as plataformas de redes sociais, como o Instagram, para compartilhar seu trabalho e se conectar com artistas que pensam de forma semelhante. Além disso, considere participar de eventos virtuais do Meetup, onde você pode conhecer ilustradores de quem ganhará uma enorme riqueza de conhecimento e conexões comerciais em potencial.

Passo 4: documente seu crescimento

À medida que você evolui seu trabalho, não se esqueça de documentar todo esse crescimento. Claro, uma grande parte disso significa manter muito do seu trabalho. Qualquer artista dirá para você que é importante refletir sobre seu trabalho antigo e ver o que poderia mudar se pudesse fazer tudo de novo.

Também considere manter um diário de trabalho das coisas que você aprendeu. Mesmo pequenas anotações sobre truques de edição, técnicas de pincelagem ou até mesmo um conceito de ilustração que você aplicou pela primeira vez serão de grande importância no futuro.

Onde encontrar empregos como ilustrador

Alguns sites de trabalho tendem a ser lembrados, especialmente para trabalhos de ilustração de livros independentes. O Fiverr é especialmente famoso entre ilustradores que querem entrar no segmento. Os ilustradores podem criar perfis de “vendedor” e oferecer itens específicos a um preço definido. A ilustradora abaixo, por exemplo, está oferecendo imagens botânicas por 55 dólares.

Aqui está um exemplo de uma conta de vendedor do Fiverr.
Aqui está um exemplo de uma conta de vendedor do Fiverr.

Além disso, sites como o Upwork são especializados para trabalhos de freelance. Os empregadores podem pesquisar ilustradores com base em seu nível de habilidade e experiência, e os freelancers podem criar perfis e definir taxas para tarefas específicas. Mesmo um trabalho de ilustração de livro ou desenho pode ser oferecido.

Existem atualmente mais de 1.400 projetos de ilustração disponíveis para contratação no Upwork.
Existem atualmente mais de 1.400 projetos de ilustração disponíveis para contratação no Upwork.

No entanto, existem algumas coisas que você pode fazer se quiser usar a criatividade para, bem, começar um trabalho criativo. 

Uma ilustradora chamada Renée compartilhou algumas das maneiras pelas quais ela já conseguiu trabalhos de desenho em uma postagem abrangente no Medium. Ela diz que ela e seus colegas aproveitam as redes sociais; em determinado caso, um amigo dela foi contratado porque alguém viu seu trabalho no Instagram. Renée acrescenta que seu primeiro trabalho de ilustração de livro veio como resultado de networking no Twitter. Ela também oferece dicas de como enviar e-mails frios a organizações que possam precisar de seus serviços.

Salário

O Glassdoor atualmente tem dados sobre 540 salários de ilustradores de todo o país. Aqui está um resumo do salário médio de tempo integral para um ilustrador nos Estados Unidos:

As taxas horárias tendem a variar entre 12–21 dólares por hora. E, como é de se imaginar, você pode esperar salários um pouco mais altos para candidatos com mais experiência e aqueles em setores bastante específicos.

Qual é a diferença entre um designer gráfico e um ilustrador?

Há diversas semelhanças entre designers gráficos e ilustradores. E, em alguns casos, um designer gráfico fará um trabalho ocasional de ilustração e vice-versa. Mas para entender as diferenças entre as duas profissões, David Paul no Design Hill, resume isso em apenas algumas palavras.

“O trabalho de um ilustrador é fornecer uma representação visual de um texto ou ideia associada”, Paul escreve. “Um designer gráfico tem como objetivo transmitir uma mensagem a um público-alvo”.

Enquanto ilustradores são mais associados a projetos de livros, designers gráficos tendem a trabalhar com empresas para criar ativos de marketing, logotipos e materiais de vendas. Seu trabalho é mais ligado a resultados de negócios, enquanto ilustradores têm a tarefa de dar vida a histórias.

Tell Your Story With Art

Sweet Spots: Expressing Big Ideas in Small Editorial Illustrations.